Skip to content

Oração de São Bento

Antes de começar com a oração de São Bento, deixa te contar um pouco sobre este santo.

A comemoração do dia de São Bento é celebrada no dia 11 de Julho.

Como você bem sabe, Ele é um santo muito admirado e conhecido por sua medalha. Pois a mesma contém um significado, o qual todas aquelas pessoas que a carregam conhecem e veneram com muita fé.

Orações a São Bento

Cruz Sagrada

Em português

A Cruz Sagrada seja a minha luz,
não seja o dragão o meu guia.
Retira-te, satanás!
Nunca me aconselhes coisas vãs.
É mau o que tu me ofereces,
bebe tu mesmo os teus venenos!

Veja também a oração de Santa Cruz.

Em latim

Crux Sacra Sihi mihi lux,
non draco sihi mihi dux,
vade retro satana!
nunquan suad mihi vana,
sunt mala quae libas,
ipse venena bibas

Para pedir intercessão

Querido São Bento, agradeço a Deus por lhe dar a graça de amá-lo acima de tudo e estabelecer uma regra monástica que tem ajudado tantos de Seus filhos a viver uma vida plena e santa.

Através da cruz de Jesus Cristo, peço-vos que por favor intercedais para que Deus me proteja, a mim, aos meus entes queridos, à minha casa, à minha propriedade, às minhas posses e ao meu trabalho, hoje e sempre pela vossa santa bênção, para que nunca sejamos separados de Jesus, de Maria e da companhia de todos os bem-aventurados. Pela tua intercessão, podemos ser libertados da tentação, da opressão espiritual, dos males físicos e das doenças. Proteger-nos do abuso de drogas e álcool, da impureza e da imoralidade, de companheiros censuráveis e de atitudes negativas. Em nome de Jesus. Amém.

Veja também:

Para alcançar uma graça

Ó glorioso Patriarca São Bento, que vos mostrastes sempre compassivo com os necessitados, fazei que também nós, recorrendo a vossa poderosa intercessão, obtenhamos auxílio em todas as nossas aflições.

Que nas famílias reine a paz e a tranquilidade; afastem-se todas as desgraças, tanto corporais como espirituais, especialmente o pecado.

Alcançai do Senhor a graça que vos suplicamos, obtendo-nos finalmente que, ao terminar nossa vista neste vale de lágrimas, possamos louvar a Deus.

Novena de São Bento

Esta novena a São Bento reflete a bondade e a devoção a Deus do monaquismo ocidental. São Bento é mais conhecido por sua Regra para monges (e monjas também) que vivem em comunidades monásticas dedicadas à vida de oração, solidão e contemplação.

Ó glorioso São Bento, modelo sublime de virtude, puro recipiente da graça de Deus! Contemplai-me humildemente ajoelhado aos vossos pés. Imploro-te, na tua benignidade, que ores por mim diante do trono de Deus. A ti recorro nos perigos que diariamente me rodeiam. Protegei-me do meu egoísmo e da minha indiferença para com Deus e o meu próximo. Inspira-me a imitar-te em todas as coisas. Que a tua bênção esteja sempre comigo, para que eu possa ver e servir a Cristo nos outros e trabalhar pelo Seu reino.

Graciosamente me obtenha de Deus estes favores e graças de que tanto preciso nas provações, misérias e aflições da vida. Teu coração estava sempre cheio de amor, compaixão e misericórdia para com aqueles que estavam aflitos ou perturbados de alguma forma. Nunca dispensaste, sem consolo e assistência, quem quer que tenha recorrido a ti. Invoco, pois, a tua poderosa intercessão, confiante na esperança de que ouças as minhas orações e obtenhas para mim a graça e o favor especiais que suplico ardentemente. (Diga o nome da sua petição.)

Ajuda-me, grande São Bento, a viver e morrer como filho fiel de Deus, a correr na doçura da Sua vontade amorosa e a alcançar a felicidade eterna do Céu. Amém.

História de São Bento

Bento nasceu na Itália central, por volta do ano 480, quando o mundo civilizado estava sendo invadido por tribos pagãs e heréticas. Quando jovem, retirou-se para a região montanhosa de Subiaco para lá viver como eremita. Logo muitos discípulos o seguiram. Mais tarde, São Bento deixou Subiaco para Monte Cassino e fundou no seu cume um mosteiro que se tornou o mais famoso da Europa. Depois de terem resgatado a Europa das trevas e da ignorância que se seguiram à queda do Império Romano, os monges de São Bento saíram ao mundo inteiro para combater o paganismo com a luz de Cristo.

Eles foram os grandes civilizadores, e a sua influência sobre a história subseqüente é incalculável. Mais importante ainda, a espiritualidade do cristianismo ocidental foi moldada pela famosa Regra que Bento XVI criou para os seus monges. Com esta Regra, ele providenciou uma “escola do serviço do Senhor”, que abraçou um programa de oração litúrgica, estudo sagrado e trabalho, vivido socialmente em comunidade sob um único pai comum, com notável ênfase na paz, na moderação (especialmente no que diz respeito às austeridades) e na caridade para com todos os homens.

Regra de São Bento

A Regra de São Bento estava fundamentada nos ensinamentos escritos por ele e o seu objetivo era educar aos jovens cristãos conforme com os ensinamentos de Jesus Cristo e a prática dos mandamentos.

Nestes fundamentos, eles acreditavam que a vida em comunidade, que não individual, era mais simples e fácil de atingir a perfeição.

Além disso, essa Regra conseguia deixar a todos vem a vontade e era praticada e ajustada segundo as capacidades e limitações de cada um.

“Oração e trabalho” era o seu slogan principal, onde a oração era transformada em trabalho e o trabalho em oração, através da obediência e da fé.

Significado da Medalha de São Bento

Esta medalha altamente indulgente tem uma semelhança com o grande “Pai da Vida Monástica”. Na sua mão direita está uma cruz, ao lado da qual estão as palavras Crux “Patris Benedicti”. “(“A Cruz do Pai Bento XVI”); em sua mão esquerda está o livro da Regra Beneditina. A seus pés estão representados um cálice e um corvo, símbolos do sacerdócio e da vida eremita. Ao redor da borda estão as palavras “Eius in Obitu Nostro Praesentia Muniamur” (“Na nossa morte, que sejamos fortalecidos pela Sua presença”).

No verso está uma cruz, na barra vertical da qual estão as letras iniciais das palavras “Crux Sacra Sit Mihi Lux” (“A Santa Cruz seja minha luz”); na barra horizontal estão as iniciais de “Non Draco Sit Mihi Dux” (“Não deixe o Dragão ser meu guia”); e ao redor estão outras letras que significam outros lemas latinos. No topo está normalmente a palavra “Pax” (“Paz”) ou o monograma “I H S”. A medalha beneditina em sua forma atual comemora o 1400º aniversário do nascimento de São Bento, celebrado em 1880. O direito de fazê-lo é reservado exclusivamente ao Grande Arquivo de Monte Cassino, na Itália.

Há muitas indulgências para os que as usam, incluindo uma plenária no Dia de Todas as Almas, obtida visitando uma igreja naquele dia ou na véspera, e orando ali pela intenção do Santo Padre. A medalha original de São Bento foi aprovada pela primeira vez por Bento XIV em 1741, e outras indulgências foram concedidas por Pio IX em 1877 e por São Pio X em 1907.